Prefeitura de Nova Olinda do MA, realiza 1ª audiência pública para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico

0

A Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão, em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF) e Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) realizou na manhã desta quarta-feira (24) a 1ª reunião pública para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Nova Olinda do Maranhão.
O evento aconteceu no auditório da Prefeitura Municipal e contou com a participação dos comitês de coordenação e executivo do programa no município, dos técnicos responsáveis pela capacitação, Dimas Zanelli e Naara Reis, do mediador social, Marcelo Feques, estudantes, sindicatos, professores e sociedade civil organizada.
Na abertura dos trabalhos a prefeita municipal, Iracy Weba, falou da importância do plano para o desenvolvimento do município. “O Plano Municipal de Saneamento Básico é muito importante para o município, porque através dele, poderemos receber os recursos necessários para melhorar itens primordiais para a população, como abastecimento de água; rede de esgoto; limpeza urbana e manejo dos resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais urbanas. Queremos a participação de toda sociedade, para que o nosso plano seja o mais democrático possível”, ressaltou.
Logo em seguida, o secretário municipal de obras e urbanismo e mediador da reunião, Rogério Sardinha, apresentou os principais pontos do Plano. Dando continuidade aos trabalhos os técnicos, Dimas Zanelli e Naara Reis, apresentaram para o público presente a parte técnica do projeto e encaminhando-os para uma oficina participativa com o mediador social Marcelo Feques.
O plano é uma determinação da Lei nº 11.445/2007, que obriga todas as prefeituras a elaborar seu plano. As prefeituras que não dispuserem do PMSB não poderão receber recursos federais para projetos de saneamento básico. O próximo passo serão seguidos de reuniões setoriais para que a população participe com opiniões e sugestões, para que seja definido o plano que mais se adequa às necessidades de nossa cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA